terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

A IGREJA NA VOLTA DE JESUS

O grande dia da volta de JESUS está perto, “ELE em breve virá”. JESUS ordenou a seus discípulos que atende-se os sinais de SUA volta e que fica-se feliz ao contemplar os indícios de sua volta como “Rei dos Reis”
28. “Quando estas coisas começarem a acontecer, olhai para cima, levantai vossas cabeças, porque vossa redenção está próxima”.
Lucas 21: 28
Quando DeUS deu a Moisés no Sinai a “LEI DOS DEZ MANDAMENTOS” foi terrível, Moisés declarou:
21. “Estou assombrado e tremendo”
Hebreus 12:21
Os soldados romanos, cruéis como eram, quando o Anjo removeu a pedra e JESUS ressuscitou:
“Ficaram assombrados, e como mortos”.
Mateus 28: 4
Quanto maior será o terror quando da volta de Jesus a esta terra para julgar o mundo. Devemos dizer como Paulo disse:
“Conhecendo o temor do Senhor, persuadindo aos homens”.
II Corintios 5:11
(no verso 28 de Lucas 21) “Ora quando estas coisas começarem a acontecer...”. JESUS, certamente, espera que conheçamos os sinais dos tempos para que, para que estas coisas começarem a acontecer, fiquemos avisados:
4. “Mas vós, irmãos, não estais em trevas, para que aquele dia, como ladrão, vos surpreenda”.
I Tessalonicenses 5: 4
JESUS quando andou entre os homens falou da nossa responsabilidade de saber discernir os tempos:
54. Dizia também às multidões: Quando vedes subir uma nuvem do ocidente, logo dizeis: Lá vem chuva; e assim sucede;
55. e quando vedes soprar o vento sul dizeis; Haverá calor; e assim sucede.
56. Hipócritas, sabeis discernir a face da terra e do céu; como não sabeis então discernir este tempo?
Lucas 12: 54 a 56
Assim ELE ainda quer que andemos avisados pelos sinais da sua vinda.
Os impenitentes serão tomados de terror pela volta de JESUS:
15. E os reis da terra, e os grandes, e os chefes militares, e os ricos, e os poderosos, e todo escravo, e todo livre, se esconderam nas cavernas e nas rochas das montanhas;
16. e diziam aos montes e aos rochedos: Caí sobre nós, e escondei-nos da face daquele que está assentado sobre o trono, e da ira do Cordeiro;
17. porque é vindo o grande dia da ira deles; e quem poderá subsistir?
Apocalipse 6:15 a 16

Os verdadeiros filhos de Deus ficarão felizes:
28. “Quando estas coisas começarem a acontecer, olhai para cima, levantai vossas cabeças, porque vossa redenção está próxima”.
Lucas 21: 28

Com a volta de JESUS despedir-nos-emos eternamente das doenças, das tristezas, da morte, das tentações, da falta de amor dos irmãos. No mesmo dia em que os perdidos perderão tudo, será o dia dos salvos receberem o galardão eterno.
Ainda no verso 28:
“Levantai vossas cabeças pois a redenção está próxima”.
A palavra “redenção, significa livramento mediante o pagamento de um preço”. JESUS pagou um alto preço. Pagou o custo na cruz do calvário agora ELE olha para o cumprimento final daquilo que o livramento significa.
Redenção de que?
A bem da verdade JESUS falou das perseguições futuras: Os escolhidos os SEUS filhos seriam odiados, perseguidos, por lideres religiosos (Lideres que hoje se julgão cidadãos do reino acima de qualquer suspeita não ama o próximo como a si mesmo, por justiça própria, se acham e descriminam até pessoas de suas próprias convicções religiosas e os afastam sem nenhum pudor ou tremor pela ira do Senhor), por políticos, traídos pelos seus próprios irmãos e amigos.
Ao mesmo tempo, porém, JESUS prometeu:
“não se perderá um só fio de cabelo de vossas cabeças”.
Como harmonizar com as promessas de perseguição?
Era um modo figurado de dizer que, embora o corpo físico pudesse ser morto, seu galardão estaria reservado pra sempre, se permanecessem pra sempre na fé, teriam a garantia da vida eterna:
18. Mas não se perderá um único cabelo da vossa cabeça.
19. Pela vossa perseverança ganhareis as vossas almas.
Lucas 21:19
Além disso, Deus os assistiria em momentos de perseguição, dando-lhes a palavra certa para proferirem e a sabedoria para saberem como reagir:
15. Porque eu vos darei boca e sabedoria, a que nenhum dos vossos adversários poderá resistir nem contradizer.
Lucas 21: 15
A tônica de JESUS recairia sobre os resultados eternos, não sobre o físico. Por isso é que, embora mártires cristãos tiverem sido decapitados, “Não se perdeu nenhum fio de suas cabeças”.
“Mas como o espírito de humildade e devoção na igreja cedeu o lugar ao orgulho e formalismo, esfriaram o amor a Jesus e a fé na SUA vinda.
Absoltos nas coisas mundanas e na busca de prazeres, o povo professo de Deus está cego às instruções do Salvador relativas aos sinais de SEU aparecimento nas nuvens do céu.

A liberdade e o conforto desfrutado por todas as classes sociais, principalmente pela igreja; os ambiciosos desejos dos prazeres e a procura por posições de destaque dentro da igreja e no mundo, por haveres e luxo, também pela absolvente procura de poder até mesmo de popularidade, que parece estar ao alcance de todos, levaram os homens a centralizar seus interesses e esperanças na coisas da vida, afastando ao futuro longínquo o dia solene e, que passaria a presente ordem das coisas, “ a breve volta do Senhor”.
“Quando o Senhor indicou a SEUS seguidores os sinais de SUA volta, predisse o estado de apostasia que existiria precisamente antes de SEU segundo advento”.

34. Olhai por vós mesmos; não aconteça que os vossos corações se carreguem de glutonaria, de embriaguez, e dos cuidados da vida, e aquele dia vos sobrevenha de improviso como um laço.

35. Porque há de vir sobre todos os que habitam na face da terra.

36. Vigiai, pois, em todo o tempo, orando, para que possais escapar de todas estas coisas que hão de acontecer, e estar em pé na presença do Filho do homem.
Lucas 21: 34 a 36

Nota-se que JESUS não dirigiu a palavra para os fariseus em suas carnalidade, nem aos saduceus no seu materialismo e nem aos herodianos no seu mundanismo. Estas palavras foram dirigidas a Pedro, Tiago, João e aos homens que estiverem vivendo na igreja nos dias da volta de JESUS, falou para aqueles homens que abandonaram suas casas, seus terrenos, seus pais, tudo, despojaram de tudo que era mundano... Não nos esqueçamos dos perigos que nós corremos nas glutonarias, nas embriagues, não só das bebidas mas também nas atitudes que hoje são tão comuns como naqueles dias, desafetos, desamor, descaso inclusive as pessoas que se assentam ou assentaram ao seu lado nos bancos das igrejas, dos cuidados da vida.

(verso 35) “Porque ELE virá como um laço”, a vinda do Senhor será súbita. Como um laço, como uma armadilha que se desarma repentinamente, apanhando a caça. Como um raio que ilumina o céu antes do trovão, (Lucas 17: 24). Como um ladrão inesperado à noite (II Pedro 3:10).

Acontecerá como nos dias de Noé, a atividade e agitação das ocupações mundanas, voltamos a tocar no assunto procura de prazeres, comprar, vender, obter lucros, plantar, edificar casas, casar, dar-se em casamento, esquecendo-se de Deus e da vida futura.

Para os que tiverem vivendo nos dias da volta do Senhor a advertência é:

“PREPARA-TE ISRAEL, PARA ENCONTRARES COM TEU D’US”
A advertência para igreja da volta de JESUS está indicada na PALAVRA do Senhor em Apocalipse, “Tens nome de que vives, mas estás morta”. E os que recusam a despertar de seus descuidosos sentimentos de segurança, são dirigido este aviso solene: “Se não vigiares, virei a ti como ladrão, e não saberás a que hora sobre ti virei”.

1. Ao anjo da igreja em Sardes escreve: Isto diz aquele que tem os sete espíritos de Deus, e as estrelas: Conheço as tuas obras; tens nome de que vives, e estás morto.

2. Sê vigilante, e confirma o restante, que estava para morrer; porque não tenho achado as tuas obras perfeitas diante do meu Deus.

3. Lembra-te, portanto, do que tens recebido e ouvido, e guarda-o, e arrepende-te. Pois se não vigiares, virei como um ladrão, e não saberás a que hora sobre ti virei.
Apocalipse 3: 1 a 3

Ante a perspectiva desse grande dia, a Palavra de DeUS, como expressão as mais solenes e impressivas, apela pra Sua igreja a fim de que desperte da letargia espiritual, do desamor ao próximo, da discriminação que se é feita aos irmãos que erram. Irmão errou... está excomungado e não faz mais parte de seu círculo de amizade, ao contrário dos ensinos de JESUS, que se levantou e perguntou pra mulher pecadora – “Cadê seus acusadores? ... Vai e não peques mais”. Falou com um coração cheio de piedade e amor pelo pecador”. Arrependei-vos, humilhe-se e anuncie:

“Tocai a trombeta em Sião, clamai em alta voz no monte de Minha Santidade; perturbem-se todos os moradores da terra, por que o dia do Senhor vem, ele está perto”.

Chorem os sacerdotes, ministros do Senhor, Pastores, Anciões também os lideres da igreja do Senhor, chore entre o alpendre e o altar.
O FILÓSOFO
JESUS EM BREVE VIRÁ!

Fonte: Adalia Helena 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog